Seja poderosa, sedutora e magnética

Home / Home / MENOS SIMPATIA, MAIS EMPATIA

O Maior Portal de Cursos Online Para Mulheres do Brasil

MENOS SIMPATIA, MAIS EMPATIA

SHARE
, / 1975 0

Empatia é a capacidade que temos de nos colocar emocionalmente no lugar do outro.

É algo bastante útil no momento de ajudar alguém, entendendo e sentindo o processo que a pessoa está vivendo. Para terapeutas, trabalhar com empatia, assim como, trabalhar a própria empatia do cliente, ajuda muito no processo de evolução dos quadros.

Isso porque, é através da empatia que se é capaz de obter a consciência das ações do outro, ou seja, pense em uma mulher magoada com a rigidez do pai, por exemplo…

Quando se faz um trabalho voltado para a consciência através da empatia, toda a raiva pode desvanecer, na medida em que ele (a filha) se der conta de que o pai não foi um “mal pai” e sim, que naquele momento era tudo o que ele sabia fazer e, dados os recursos que tinha, fez o melhor dele.

O ato de entendimento para essa paciente – que acaba descontado essa raiva do pai em todos os outros homens e, consequência disso, não é capaz de se relacionar com ninguém -, pode se desvanecer e, daí então, ela se libertará daquela mágoa que gerava tantos infortúnios na vida dela e passará a viver com mais leveza, sem o peso da mágoa em suas costas.

Naturalmente a empatia é a base da compaixão… sem ela, certamente viveríamos em um mundo muito pior – de disputas e predações -, e a convivência diária com o outro seria um desafio muito maior.

PORÉM, e aqui é um porém maiúsculo, empatia não quer dizer tomar o lugar da outra pessoa, nem muito menos absorver os males que a afligem em um determinado momento. Evidentemente isso será ao contrário, uma forma de cair junto no abismo em que o outro se encontra.

Não se pode confundir Empatia com Simpatia.

Normalmente usamos equivocadamente a palavra “simpatia“, que significa, exatamente “tomar a dor do outro para si”, ou “comprar a briga do outro”.

Empatia, portanto é “estar com o outro”, enquanto “Simpatia” é tomar a dor do outro para si. Basta você se lembrar, amiga que “Em-pathos” o “en” significa “com”, enquanto a “Sim-pathos”, esse “sim” gera a ideia de “tomar para si”.

Em geral pessoas que possuem características de cura, ajuda, proteção com relação às outras pessoas, tendem a realmente tomar lugar do outro, absorver os males, inclusive somatizando, ou seja, passando para o próprio corpo os reflexos que um estado de fragilidade física ou emocional acarretam… Isso não é, nem de longe, “empatia”.

Vamos dizer que você conhece um cara, amiga e se apaixona por ele… Na medida em que você percebe que a vida dela anda de mal a pior, a sua capacidade de “simpatia” acaba gerando a consequência de que você, em vez de colocá-lo para cima – explorando as qualidades e capacidades dele -, acaba se nivelando a ele e entrando numa fria só.

A gente vê muito isso por aí, lindona e não se engane que você está sendo “boazinha” quando, na verdade você está sendo fraca.

Numa relação, é ideal que busquemos nos nivelar por cima, ou seja, que tenhamos “simpatia” por aqueles que estão numa melhor condição (física, emocional, social, financeira) do que nós, e Empatia, por quem sofre, ou está num momento pior de vida.

O que acontece é que, sem perceber o que estamos fazendo, acabamos doando todo o nosso tempo àquelas pessoas que apenas lamentam sobre a vida mas nada fazem para melhorar… O tempo é o nosso maior bem e na medida em que o investimos com pessoas fracas e que não querem sair do lugar, acabamos nos nivelando a elas.

O avanço nos estudos a respeito do emocional e compreensão de que tudo está intimamente ligado: mental, emocional e físico, já há muitos anos vem clareando que a origem de problemas físicos se manifestam em decorrência de estados mentais e emocionais em desequilíbrio…

Por isso acho importante chamar a tua atenção sobre quando a pessoa quer fazer demais pela outra… Isso é muito comum em relacionamentos de todos os tipos.

Isso pode de criar um círculo vicioso em que o outro estará SEMPRE buscando sua ajuda com a certeza de que terá. O problema, lindona, é que quando essa pessoa não conseguir, automaticamente se voltará contra você, amiga… Esse é um dos fatores que esgotam um relacionamento.

Ao contrário do relacionamento de competição: vamos ver quem pode mais; esse será de dependência doentia! Ambos estão fadados a se esgotarem em si mesmos, amiga.

Quando a pessoa se sente responsável pelo bem estar da outra e acaba esquecendo de si mesma e dando-se demais à outra a ponto de esquecer de suas próprias necessidades, é aí que se deve ficar atenta.

Você já viveu isso? Acredito que sim. Sabe por que? Por que fomos condicionados a fazer isso todo o tempo. Seja pela característica pessoal, criação, cultura, crenças ou qualquer outra questão. Acreditando que se doar ao extremo faz da pessoa uma pessoa boa.

ENGANO FATAL

Quando alguém se doa demais pode ser por vários motivos, por uma característica própria, por necessidade de ser aceita, pela baixa autoestima ou uma espécie de força maior da necessidade imensa de ser amada. Está implorando para ser amada, porque ela mesma NÃO se ama.

A gente fala muito de autoconhecimento e isso realmente é importante, pois somente conhecendo todas as suas características, seus comportamentos diante das situações, poderá “pintar” um quadro real sobre si.

Além disso, amiga, quando a gente “se vê” de fato, vamos sabendo qual é o nosso manual de instruções pessoal, quais botões apertar em determinado momento para conseguirmos o resultado que queremos!

Aos poucos vamos percebendo como somos especiais e como o poder está em cada uma de nós mesmas. Mas esse trabalho exige constância, lindona… É  um passo a passo em que mergulhamos na confiança daquilo que somos.

Só assim podemos realmente ser úteis para aqueles que precisam de nós (e devemos sim ajudar sempre que possível), mas sem esquecer de si, amiga linda. Sem esquecer de preservar tua saúde mental, emocional e física no momento da ajuda.

De nada adianta mergulhar na água para salvar alguém se você mesma não sabe nadar, pois mesmo sabendo, técnicas de salvamento são necessárias para que de fato você tenha condições de salvar ou, então, correrá o risco de morrer junto com quem se afoga, porque quem está se afogando tem a tendência de empurrar inconscientemente o outro para baixo da água, você sabia?

Esse exemplo é o mais claro para ilustrar como devemos usar a empatia, a vontade de ajudar.

Pessoas que só querem ajudar compulsivamente as outras, tomando seu lugar, absorvendo as dores, sofrendo junto, terão que encontrar uma forma de analisar suas ações para não entrarem em um estado depressivo ou ainda, não se darem contam que estão se esgotando e poderão manifestar problemas em si mesmas, lindona!

É muito comum observar pessoas que ajudam compulsivamente, fazerem isso porque, no fim, sentem-se tão carentes que se ocupam da vida do outro como forma de se preencher ou para não terem de lidar com a própria situação de vida.

Portanto, empatia, entender o outro é sim uma forma de ajudar, MAS de forma útil e consciente de manter a ajuda desde que não se comprometa a um ponto sem volta para si mesma.

Equilíbrio é algo que deveríamos buscar constantemente criando e desenvolvendo cada vez mais nossa autoestima e ajudar SEM a necessidade de reconhecimento algum e dentro daquilo que podemos realmente.

Que tal entrar em SIMPATIA com um grupo de mulheres que querem o melhor para si e estão, com todas as suas forças, buscando a melhor versão de si mesmas?

Essas dicas que te passei são apenas um tira gosto, diante de tudo o que você poderá aprender comigo, passo a passo, em uma sequência de vídeos incríveis que preparei para você… E mais, se você clicar AGORA, ainda receberá como bônus 30 dias para falar comigo através do Clube da Mulher Magnética…

Certamente, ao se inteirar mais sobre os ensinamentos que passo através dos meus cursos, você sairá uma mulher verdadeiramente poderosa. Te digo isso, pois são anos e anos, ajudando milhares de mulheres, amiga e os depoimentos a seguir falam por si, olha só:

Esses são apenas alguns, entre os milhares, dos depoimentos que recebo dia após dia, miga e não param. Eu acredito que, como uma mulher inteligente, se você chegou até aqui, certamente é porque chegou o momento da tua mudança e você sabe o quanto clamou por esse momento, não é mesmo?

Estamos falando de um aprendizado que envolve o conhecimento sobre as estruturas comportamentais e, para isso, amiga, basta você seguir direitinho as minhas instruções e estar aberta para aprender mais sobre si mesma e sobre os homens, que a coisa simplesmente vai acontecer até mesmo sem que você perceba… Quando viu, já foi… tipo isso.

Durante todos esses anos, venho me dedicando aos estudos profundos sobre as relações humanas e o resultado, são os cursos que, te garanto, vão realmente te ajudar a se tornar uma mulher melhor em todos os sentidos, amiga… O lha só, por exemplo o que preparei para ti no meu curso Mulher Magnética: 30 dias para mudar a sua vida:

Módulo 01 – O Poder da Autoestima Inabalável

No Módulo 01 você terá acesso ao primeiro pilar: quando uma mulher decide realmente ser poderosa e autoconfiante, ou seja, vamos trabalhar a sua autoestima.

Módulo 02 – Seja Sedutora Acima de Tudo

No Módulo 02 Você irá aprender como usar seu poder de conquistar e reconquistar os homens, ao final dele você estará pronta e saberá tudo sobre as técnicas de sedução e como fazer com que os homens se interessem e se apaixonem por você!

Módulo 03 – Como Ser Uma Deusa

No Módulo 03 Você irá aprender sobre como ser uma Mulher Bem Resolvida na Cama, aprendendo tudo sobre sexo e, também, sobre qual a importância desta poderosa energia na sua vida!

Você irá aprender como realmente se tornar uma Mulher com Peito de Aço, capaz de colocar novamente a sua vida amorosa na ordem que você quiser… Está está convencida?

CLICA AQUI AGORA e acesse, lindona…

E se você clicar agora, ainda te darei, de bônus, 30 dias para falar diretamente comigo através do CLUBE DA MULHER MAGNÉTICA. Apenas, peço para que você faça isso o quanto antes, pois as vagas no Clube da Mulher Magnética são limitadas e, caso você não consiga entrar agora, ficará em uma fila de espera e assim que forem abrindo mais vagas, você será notificada e poderá usar esse bônus em outro momento sem nenhum custo adicional.

Esse é o passo a passo perfeito para despertar a Mulher Poderosa que há em você e fazer com que se faça preparada para lidar com situações como essa, a qual acabamos de conversar.

Saia do senso comum e entre no universo das mulheres poderosas e que sabem da alquimia do amor e que não se abandonam JAMAIS..

Tô te esperando… Beijos.

Vanessa de Oliveira.

Ahhh… Amiga, se quiser participar do meu  grupo de perguntas e respostas no Instagram e se inteirar sobre dicas práticas e incríveis, todos os dias…

Clique aqui e acesse meu Insta, agora mesmo!

94 – 53