Seja poderosa, sedutora e magnética

Home / Seja Sedutora / FAÇA ELE CORRER ATRÁS DE VOCÊ

O Maior Portal de Cursos Online Para Mulheres do Brasil

FAÇA ELE CORRER ATRÁS DE VOCÊ

SHARE
, / 4471 0

MAIS IMPORTANTE DO QUE SE INSPIRAR EM OUTRAS MULHERES, É RECONHECER E TRABALHAR AS PRÓPRIAS HABILIDADES

De que maneira você se diferencia das outras mulheres, amiga? Caso você fosse um homem, por que raios escolheria ficar com você e não com qualquer outra mulher? De todas as suas relações passadas, quais os motivos mais claros que fizeram com que eles escolhessem ficar contigo?

Olha só quantas perguntas importantes, amiga!

Essas perguntas são como um guia para que você entenda, de uma vez por todas, as qualidades que te diferenciam de outras mulheres e que podem te fazer ser percebida pelos homens como alguém especial.

Muitas vezes, uma coisa que pareça simples para você pode ser exatamente o que faz toda a diferença na hora de conquistar aquele (ou aqueles) homem. O que acontece é que essa nossa maldita mania de ficar nos comparando com outras mulheres, acaba nos fazendo focar mais no que NÃO TEMOS em desfavor àquilo O QUE TEMOS em nós.

Por exemplo: de repente você está lá, admirando aquela mulher que é toda fitness e sexy e percebe que você mesma não possui esses atributos e que nem mesmo terá paciência para trabalhar isso em si mesma. Daí, você fica lá: se sentindo um lixo porque nunca vai conseguir ser como ela e, consequência disso: não vai ser capaz de “atrair os homens”.

Tremenda bobagem amiga…

Enquanto isso, o cara sai com aquela tal mulher “sexy” fitness e tem que passar a comer filé de frango com batata doce, porque a bonitona não pode sair da dieta, ou, não pode levá-la para tomar aquele vinho, porque a fofa só toma suco verde… (claro que tem homens que gostam de mulheres assim… Esse é só um exemplo).

Você que passa o tempo todo buscando ser outra pessoa, no fim, não será nada.

Conheci uma mulher que não era tão atrativa na aparência, por exemplo, mas quando a situação envolvia o tete a tete, ninguém conseguia superá-la. Acontecia que essa mulher era super articulada, engraçada e, o mais importante: se dava conta disso.

Por perceber que levava certa desvantagem em relação a algumas amigas que andavam juntas dela, em relação à “aparência física“, acabou tendo que desenvolver outras habilidades para “entrar no páreode igual para igual. Resultado disso, lindona: ela desenvolveu a habilidade de comunicação de tal forma que se equiparava à “beleza” das amigas… No fim: roubava a cena e atraia a atenção dos homens para si onde quer que estivesse.

A aparência também é uma habilidade, assim como todas as outras: já notou quantas mulheres são muito bonitas, mas não são capazes de manter cinco minutos de conversa em uma mesa? Imagina que, para o cara, quando ele se deparar com essa limitação dessa mulher, vai acabar se entediando rapidamente dela.

Por outro lado, existem mulheres desprovidas da “beleza” aparente, mas que são extremamente sedutoras… Tenho uma lista de mulheres que conheci que jamais passariam despercebidas pelos homens: mulheres altamente sofisticadas (não tem nada a ver com questão financeira, tá, amiga); mulheres elegantes; mulheres mais despojadas que sabem conquistar com seu jeito mais simples e desapegado… Enfim… A primeira coisa, amiga, é você dar conta daquilo o que é natural em ti e passar a desenvolver ainda mais (essa habilidade) para que se destaque.

É muito mais eficiente, miga, trabalharmos aquilo o que já possuímos e se faz diferente em nós, do que tentarmos desenvolver uma capacidade a qual é mais precária, pelo simples fato de que admiramos isso em outra pessoa… Consegue entender isso?

Lembro de uma colega minha que era imbatível, por exemplo, quando pegava seu violão e começava a cantar. Ela não era a mais bonita do grupo, tampouco a mais sexy… Mas a maneira como cantava e tocava, fazia com que os homens ficassem loucos.

A voz dela era angelical e hipnotizava, inclusive outras mulheres. Por fim, imagine se ela negligenciasse isso em prol de tentar ser a “mais bonita”, por exemplo… Ia morrer na praia, amiga.

Lembro de uma entrevista que li, com aquele corredor cheio de medalhas, o tal de Usain Bolt, em que ele disse que economizava energia na arrancada porque se dava conta que a sua eficiência vinha no momento do percurso, portanto: economizava energia no começo para investi-la naquilo o que fazia de melhor… Percebe?

Mesma coisa você, lindona: enquanto você ficar se comparando com a mulherada ao teu redor, vai estar gastando uma energia essencial (tempo, dinheiro e emocional), sendo que poderia direcionar essa mesma energia para tornar mais evidente aquilo o que tem de melhor em ti.

Por isso fiz aquelas perguntas logo no começo… Porque sei o quanto a gente, como mulher, acaba perdendo oportunidades poderosas, pelo simples fato de que queremos, muitas vezes, ser como aquela outra e, com isso, acabamos desvalorizando aquilo o que temos de melhor em nós ao ponto de desperdiçarmos, jogarmos no lixo, as nossas diferenças essenciais e que nos fazem únicas.

E não me venha com esse papo perdedor de que “Ai, Van… Não tem nada em mim que seja assim tão legal…”; “Sou uma mulher comum…”… Nem pense em dizer isso, amiga, por que se você pensar em me dizer isso algum dia, seja numa mensagem em qualquer rede social, no clube da Mulher Magnética ou mesmo PESSOALMENTE (vai que a gente se encontre por aí), vou te colocar de castigo em uma sala até você voltar com um diferencial que faz você ser você e não qualquer outra mulher.

Por isso, amiga, uma das perguntas que fiz láaa em cima: “De todas as suas relações passadas, quais os motivos mais claros que fizeram com que eles ficassem contigo?”, é tão importante… Porque essa pergunta requer evidências de situações que você já passou.

Muitas vezes, amiga, uma mulher é capaz de atrair um cara (ou vários caras), mas na hora de trabalhar para manter a relação, acaba que não se vê capaz de sustentar o relacionamento e o cara acaba escapulindo de suas mãos.

Daí, em vez dessa mulher fazer uma analise dos próprios erros e acertos, fica lá: se lamentando e chorando pelos cantos porque “não foi o suficiente” ou “não fui capaz…”… Acorda mulher!!!!!!!

O que essa mulher deveria fazer era analisar o que chamou a atenção e atraiu aquele homem (ou homens) e dar conta do porque não conseguiu sustentar aquela habilidade que fez com que ele a escolhesse e não qualquer outra.

Pensa comigo: o cara conhece a mulher numa balada de dança… Fica encantado de vê-la dançando e se apaixona por ela. Daí, amiga, como na maior parte das vezes, eles começam a se relacionar e eis que ele vai podando ela de sair e de dançar… A bobona vai cedendo, aliás, está namorando e deve “mudar” o estilo de vida… ☹

NÃO, amiga…. SE o cara se apaixonou por ela daquela maneira, é exatamente aquilo o que vai fazer com que ele permaneça com ela. O que ela deveria fazer era levá-lo para dançar, entrar em aulas de dança e potencializar aquilo o que fez com que ele se encantasse e jamais, amiga… J-A-M-A-I-S, deixar de fazer aquilo o que faz de bom, por conta de um pragmatismo de que “as relações são assim”…

Imagine se eu deixasse de ser SEDUTORA, porque finalmente encontrei alguém e decidi casar… Acha que eu seria capaz de manter meu casamento? Óbvio que não… Na medida em que meu marido se apaixonou por mim por ser como eu sou, se eu passar a agir como “outra pessoa”, então, rapidamente ele vai buscar essa “outra pessoa” em uma mulher que já a seja… Percebe?

Consegue perceber a diferença, lindona? Óbvio que transformar em alguma medida a nossa vida, quando escolhemos estar com alguém, é justo… Mas jamais devemo deixar de trabalhar e manter ativo aquilo o que faz com que sejamos da maneira como somos, principalmente quando determinado comportamento ou modo de ser tenha atraído o homem ao nosso lado, percebe?

E é por isso, amiga, para que as mulheres entendam, exatamente, quais são as técnicas que fazem com que elas sejam interessantes, que eu disponibilizo meus conhecimentos nos meus cursos. CLIQUE AQUI, e acesse, pois são essas interações que ajudarão VOCÊ a entrar nesse universo que é a sedução e também sobre o mais importante: COMO MANTER A RELAÇÃO COM O CARA APÓS SEDUZI-LO.

Não basta apenas ler e “saber”, amiga… é preciso ter CONSCIÊNCIA disso o que estou te trazendo e a consciência vem apenas com a prática constante. CLIQUE AGORA e não perca mais seu tempo.

Beijos e estou te esperando na aula.