Seja poderosa, sedutora e magnética

Home / Home / COMO DESCOBRI QUE MEU NAMORADO ME TRAÍA DEPOIS DE TER CONHECIDO UMA CARTOMANTE QUE ME MOSTROU TODA A VERDADE ATRAVÉS DO TAROT MAIS REVELADOR DO MUNDO, O TAROT DE CROWLEY

O Maior Portal de Cursos Online Para Mulheres do Brasil

COMO DESCOBRI QUE MEU NAMORADO ME TRAÍA DEPOIS DE TER CONHECIDO UMA CARTOMANTE QUE ME MOSTROU TODA A VERDADE ATRAVÉS DO TAROT MAIS REVELADOR DO MUNDO, O TAROT DE CROWLEY

SHARE
, / 2852 0

Por Vanessa de Oliveira 

Expert em Conquista, Empresária e Esotérica

31 de Outubro de 2019 – Dia das Bruxas

ALERTA!

  • Se você é uma pessoa cética, se não acredita no esoterismo, se não acredita na física quântica, nem em energia, ou se para você é impossível obter respostas pelo Tarot… te digo que depois de você conhecer essa história, 100% real, sua concepção sobre tudo isso definitivamente irá mudar.

Simplesmente não leia as próximas linhas, se você quer se manter longe do conhecimento sobre as verdades ocultas e sobre como descobrir o que os outros pensam, sentem e planejam.

Agora, se você está aqui comigo e continua lendo, só posso pensar em duas hipóteses:

  • A primeira – e menos provável – é que você é uma daquelas pessoas céticas que sempre tenta encontrar uma resposta “lógica” para invalidar o que não pode ser explicado meramente pelo racional convencional. E se este for seu caso, o que te digo é que aquilo que vou te contar, além de fazer muito sentido, a ciência também explica – e provarei aqui mesmo para você – que o Tarot de Crowley funciona sim para descobrirmos o que houve no passado, o que há no presente e o que se apresentará no futuro.
  • E a segunda – e mais provável hipótese – é que você sabe que há muitas verdades espalhadas no mundo sobre as ciências ocultas. E que aquilo que atravessou os séculos e esteve presente em várias culturas, em épocas diferentes, mesmo quando não havia comunicação entre os povos, trás uma sabedoria poderosa que se mantém viva porque se sustenta. 

O fato é que aquilo que é verdadeiro se repete através dos séculos e atravessa gerações sem deformidade da informação, e o tarot é uma delas.

E eu vou te contar o que aconteceu comigo e você poderá tirar as suas próprias conclusões sobre a veracidade e capacidade de revelação do tarot, não somente sobre a nossa vida, mas daqueles que nos cercam ou que tem alguma ligação conosco, seja amorosa, profissional, de amizade ou familiar. 

Quero que você saiba que, pela primeira vez, vou revelar o segredo por trás de muitas decisões da minha vida pessoal e que, assertivamente, foram tomadas baseadas neste importante instrumento adivinhatório, chamado Tarot de Crowley, que uso para antever aquilo que vai me acontecer, tanto quanto para descobrir as intenções dos que estão a minha volta, sendo alertada quando estou em perigo. 

É como se eu tivesse 1.000 olhos olhando por mim e as pessoas não conseguissem me enganar ou, sequer, esconder sentimentos em relação a mim. 

Também consigo descobrir quando um homem está apaixonado, se apenas quer sexo ou quando está confuso… É possível também saber se ele está saindo com mais alguém, se está sendo falso ou não. Consigo saber o que ele quer e, mais, quais os caminhos que se apresentam para o futuro da relação. 

A grande vantagem de usar o Tarot de Crowley é que eu posso jogar ele para mim mesmo, seja para saber onde investir, qual é a melhor parceria para minha empresa e o que fazer quando algum problema surge. 

E eu falo sério, muito sério! Meu tarot está na minha mala até quando viajo e se você já me conhece e acompanha meu trabalho, já percebeu que tenho um lado bruxa e que estou rodeada de outras tantas como eu… é que os afins se atraem e um dia fui atraída para este conhecimento, da mesma forma como você também está sendo neste momento.

E se você é uma pessoa incrédula e está aqui, comigo, apenas por curiosidade e para ler aonde tudo isso vai parar, o que eu te digo é que te entendo… porque eu mesma não acreditava no tarot há alguns anos e assim teria sido para sempre, se algo muito impressionante e extra sensorial não tivesse acontecido na minha vida…

E tudo começou quando eu estava andando de carro, na maior crise existencial e amorosa da minha vida… Eu dirigia e chorava muito, estava chovendo e havia mais de 2hs que eu rodava de carro pela cidade sem destino algum, exatamente assim: apenas pensando, chorando e dirigindo. Até que, do nada eu decidi parar o carro, o porque eu não sei (não sabia até então, essa é a verdade) e acabei estacionando no que, para mim, era apenas uma vaga qualquer em uma rua movimentada da minha cidade (eu moro em Balneário Camboriú/SC).

Quando parei o carro, ainda sentada, olhei para a calçada e vi uma loja esotérica chamada Templo das Deusas, havia um cartaz no vidro da loja que dizia: “Respostas para a sua vida através do Tarot” e, como um impulso de salvação, em meio a tantas lágrimas, o que eu fiz foi sair do carro, entrar na loja e dizer: 

  • Eu preciso de respostas. 

A dona da loja – que viria a se tornar uma grande amiga minha – me disse para esperar que ela chamaria a taróloga e que eu poderia tomar um dos chás dela para me acalmar, disse isso apontando para uma térmica no balcão… 

E foi o que eu fiz, me servi de uma xícara grande enquanto ainda continuava chorando.

A taróloga então entrou e, ao me ver em lágrimas, virou e disse:

  • Hoje é Samhaim e você vai morrer e renascer. Derrube suas lágrimas agora porque amanhã não mais.

Achei sem sentido e perguntei a ela o que era Samhaim e ela respondeu dizendo que era um dia sabático em que se comemorava o início das transformações… o dia de um importante Sabbat Celta, em que as pessoas deixavam aquilo que não servia mais, para trás, e se preparavam para uma nova fase.

Então ela me chamou para entrar no recinto onde ela colocava as cartas – ou lia o tarot, como ela preferia falar. As paredes eram lilás… havia uma pequena mesa redonda com uma toalha branca e, sobre ela, um copo de água, alguns cristais, uma vela acesa e um incenso queimando. 

Ela disse para eu me sentar na cadeira em frente e perguntou meu nome, eu respondi secando as últimas lágrimas:

  • É Vanessa… e qual o seu?
  • Cristina Piffer.

Ela pediu para eu fechar meus olhos e me concentrar no que eu mais queria de respostas para a vida e um sentimento de certeza, de que eu seria respondida, me invadiu. 

Fechei os olhos e disse que precisava saber porquê meu relacionamento estava da forma como estava e porque tudo havia mudado tão repentinamente, eu não o reconhecia mais e estava sendo tratada de forma tão fria, como se eu não tivesse mais tanta importância para ele. 

Então abri os olhos e vi que ela embaralhava cartas e que as colocou sobre a mesa, pedindo que eu cortasse em 3 montes. Eu as separei, assim como ela disse para fazer, e percebi que um dos montes saiu bem menor, mas ela disse que não havia problema. 

Logo depois ela juntou os montes novamente, e espalhou as cartas lado a lado com muita agilidade e de forma perfeitamente regular. Então me disse que, há pelo menos 35 anos, fazia aquilo praticamente todos os dias… Ela pediu que eu escolhesse 10 cartas, seguindo a minha intuição e que entregasse as cartas, a ela, sem virar, que posicionou sobre a mesa, formando uma cruz e, ao lado, colocou um caminho de quatro cartas.

Ela foi virando cada uma das cartas para dar início a interpretação e, para a minha enorme surpresa, o que eu via não eram simples cartas, eram obras de arte impressas em forma de cartas. Eu fiquei impressionada com as cores, com os desenhos e a riqueza de detalhes. Falei à Cristina que eu nunca havia visto nada igual e eis que ela me respondeu:

– Esse Tarot é especial Vanessa, ele é o Tarot de Aleister Crowley, o maior mago que já tivemos no último século. Cada uma destas cartas é uma tela pintada a óleo, onde ele e uma aluna estudaram cada um dos desenhos que mistura cabala, astrologia, numerologia e tarologia. Este é o tarot mais revelador do mundo, porque ele traz informações com precisão. Ele é completo, complexo, permite riqueza de detalhes na leitura e é o único tarot no mundo que contém 72 cartas. Aqueles que o criaram eram visionários, porque há 100 anos atrás não se faziam desenhos como estes e, se você olhar bem, é como se essas pinturas fossem atuais.

Achei impressionante tudo aquilo. Então ela olhou por um momento, em silêncio, para as cartas e me disse:

– Você está em um relacionamento bem conturbado, ele é um homem que está bastante confuso e está saindo com outras mulheres, na verdade ele sai com jovens de pouca idade – Naquele momento senti uma raiva inexplicável, meu corpo começava a formigar e era como se fosse uma verdade, no entanto eu pensava que não deveria sentir aquilo sem provas.

Ela continuou olhando para as cartas e sem olhar em nenhum momento para mim, me disse:

– Mas o que eu tenho para te dizer é que o seu problema não é mulher, seu problema é um homem em específico. Provavelmente um amigo muito perto dele e te digo mais, esse amigo é gay, manipulador e apaixonado por ele…

Ela ficou em silêncio, como se estivesse captando mensagens das imagens e continuou:

 –  No entanto este amigo dele usa jovens para atrair seu namorado e mantê-lo por perto. Esse amigo dele não gosta de você porque sabe que seu namorado tem sentimentos por ti, e vai fazer tudo que puder, de forma dissimulada, para afastar vocês dois um do outro, nem que, para isso, tenha que envolver outras mulheres para que ele conheça. O fato é que ele vai sempre oferecer alguma jovem, em forma de novidade, para seu namorado e logo em seguida vai apresentar uma próxima, a fim de que ele não se apegue a ninguém. E como seu namorado é um homem fraco e a superficialidade o convém e o protege… vai cair na armadilha.

Então ela me olhou:

– Você tem certeza que sabe mesmo quem é seu namorado?

Eu não estava acreditando no que ela me dizia, aquilo não podia ser verdade. Uma revolta interna se apossou de mim, decidi não acreditar e falei que ela estava enganada, porque o amigo dele tinha inclusive namorada e aquele era o único amigo com quem ele andava.

– Deixa eu te contar uma coisa Vanessa, as mulheres são apenas para tapar o sol com a peneira. Segundo o que vi, nas cartas, há muitos jogos de interesse por trás disso tudo e sendo bem honesta, infelizmente você será usada no futuro.

– Como assim??? Usada como? Ele jamais me usaria, não tem porquê fazer isso!

– Vou te explicar, só preciso que você entenda o que está acontecendo. Ele está completamente iludido, empolgado com todas as experiências que o amigo dele está proporcionando e ele está se sentindo o máximo dos máximos. Para aquelas jovens ele tem a oportunidade de parecer maior do que é e com você, na mente dele, isso não acontece. 

Então ela me mostrou uma carta em especial e disse:

– Seu namorado tem problema de baixa autoestima e você é muita coisa para ele, este homem é apaixonado por você, mas ele não dá conta e sempre que ele puder vai pisar em você, vai te negar ou descontar em ti qualquer trauma de rejeição que um dia passou com outra pessoa, ele a verdade é que ele é muito mau resolvido. 

Ela não deu nenhuma pausa, eu balançava a minha cabeça negando tudo o que ouvia, e ela continuava olhando para as cartas e falando:

 – Ter uma mulher como você, interessada nele, é um troféu que ele pode usar para resolver o passado… Um passado em que ele foi o rejeitado e sofreu muito. Agora é como se ele tivesse a oportunidade de rejeitar e isso dá a ele a sensação de ser melhor. Me escuta, ele nunca teve nem terá alguém como você, está vendo essa carta aqui? Ela te representa, é a carta da Estrela e se você observar há uma figura feminina que ilumina a si mesma com uma das mãos e ilumina o mundo com a outra. E pela posição da carta ele não sabe lidar com isso, sente amor e medo ao mesmo tempo e, como reação, vai pisar em você sempre que puder.

– Como você pode ter tanta certeza? Qual a chance de você estar errada? Porque ele pisaria em mim? Eu nunca fiz nada a ele…

– Nenhuma, são as cartas que você escolheu, estou lendo o que você pediu. Peça e receberás, essa é a lei.

– Eu não acredito que o amigo dele seja gay e acho que você pode estar equivocada… pessoas são passíveis de erro. 

Então ela recolheu as cartas, me olhou seriamente e disse:

– São 120 reais e você vai voltar aqui para me dizer que eu estou certa. Pode ir, a consulta está encerrada.

Eu me levantei, paguei e ela finalizou dizendo:

– A verdade virá da forma como você menos espera, através de uma imagem e ela te será entregue de bandeja.

Eu saí de lá indignada, não estava mais chorando. Eu agora estava com muita raiva e pensava no quanto ela ganhava por dia para falar aquilo. Entrei no carro e fui direto para minha casa. Eu estava revoltada, pois pensava que havia perdido meu tempo e meu dinheiro.

O que aconteceu nos dias seguintes foi o esperado, ele estava cada dia mais distante, frio e se afastando. Já era a terceira semana em que ele saia praticamente todas as noites com o amigo dele, eu acompanhava tudo pelo instagram, houve discussões entre nós e obviamente eu pensava que ele estava saindo com outra pessoa, ele negava:

E assim eram nossas discussões. Morávamos em cidades diferentes e cansada de todo o desentendimento e por sentir que gostávamos muito um do outro, eu decidi ir até a cidade dele, Campinas e resolver a situação. 

Subi no avião e quando cheguei olhei o instagram dele e não havia nenhuma postagem, olhei o instagram do amigo dele e vi que eles estavam em uma feijoada que era também uma festa eletrônica, aquilo era loucura, era como se ele tivesse virado um adolescente de 16 anos, ele mal trabalhava e estava sendo um irresponsável: trabalhos importantes na empresa dele estavam sendo deixados de lado e ele havia perdido completamente o foco… eu não mais o reconhecia e seus comportamentos se assemelhavam aos de um jovem imaturo e deslumbrado. 

Aliás, os comportamentos dele haviam mudado repentinamente, ele comprou uma BMW branca conversível de dois lugares, o típico carro de um pegador, fez clareamento nos dentes, mudou o cabelo e o estilo das roupas. Aquilo tudo, internamente, me incomodava e não por conta de se cuidar, mas porque, do nada, ele não parecia mais o mesmo. 

Mandei mensagem dizendo que ele fosse me encontrar e que eu estava no hotel de sempre. Ele não respondeu, então liguei para ele e ele rejeitou a ligação, aquilo não poderia estar acontecendo, ele nunca fazia aquilo… 

Liguei novamente e ele rejeitou novamente a ligação. Liguei novamente e ele atendeu e então começamos a conversar, ele dizia que sentia muito e que não queria me machucar, falei que o mínimo, era que conversássemos pessoalmente e então ele disse que estava indo me encontrar no hotel mas que não poderia ficar muito tempo. 

Além de ser humilhante, para mim, era completamente sem sentido… Eu me perguntava sobre o que poderia estar acontecendo e que compromisso ele poderia ter… Desci para esperá-lo na recepção e assim que ele chegou, beijou-me e disse “que saudadeeeee de você…” e me abraçou tão forte, mas tão forte e era tão sincero aquilo que eu pensei que íamos nos entender, assim como sempre foi quando nos víamos. 

E o que fizemos foi subir, tirar a roupa e ir direto para a cama… Sempre assim, o melhor sexo das nossas vidas e as pazes eram feitas. 

Um dia estavamos no sofá do escritório dele, eu fui para lá quando todos já haviam ido embora, e ele me disse: “A gente faz amor…”. Eu não respondi, mas internamente concordei. Os homens até dizem outras coisas quando querem iludir, mas não, exatamente, essa frase. 

Naquela noite eu imaginava que seria a nossa reconciliação e que tudo seria esclarecido, já haviamos transado três vezes, ele reclamava de dor de cabeça, elas eram constante, eu estava quase dormindo e o dia amanhecendo… Foi quando ele começa a falar:

– Vanessa… Nós terminamos.

– Como?

– Vanessa… Nós terminamos. 

– Como assim? Mas você gosta de mim.

– Sim, eu gosto, mas nós terminamos, nós terminamos, nós terminamos… nós terminamos…

– Porque você está fazendo isso com a gente?

E não havia explicação, eu tinha certeza de que ele gostava de mim e ele apenas ficava lá, repetindo que nós havíamos terminado. Era como se ele estivesse tentando convencer a si mesmo daquilo que não era verdade dentro dele e qualquer coisa que eu perguntasse ou falasse, vinha seguido da frase “Vanessa nós terminamos”, até que ele levantou e decidiu ir embora…

Ele tentou falar comigo algumas vezes depois disso, tentava contato por whatsapp e eu apenas o ignorava. Aquelas três semanas de festa, e a forma como terminou comigo, estavam sendo demais para mim, eu não conseguia aceitar a maneira como ele me tratou.

Passou cerca de um mês e eu estava arrasada ainda, aquela frase martelava na minha mente sem parar “Nós terminamos, nós terminamos…” e eu seguia tentando tocar a minha vida e trabalhar, mesmo com aquela frase rodando nos meus pensamentos. 

Eu fiz o lançamento de um curso novo e estava emocionalmente estafada. Decidi ir para Cancún de repente… dentro de 3 dias seria Dia dos Namorados no Brasil e aquela era a última data que eu queria ver na minha vida. 

Comprei uma passagem na primeira classe, me hospedei no melhor resort e desci em Cancún sendo a turista mais triste e solitária daquele paraíso, onde todos que passavam por mim pareciam sorrir. E parte da minha tristeza era, exatamente, não ter respostas.

Eu não queria saber de festa, não queria agito, só queria ficar em um lugar onde não me conhecessem, onde fosse quente e onde eu pudesse ficar sozinha olhando o mar, eu queria me esconder do mundo naquele momento… Simples assim.

Quando cheguei e entrei no quarto do hotel, era tudo muito lindo: havia uma banheira gigante, eu abri a sacada e havia o mar a minha frente. Lembro que em vez de correr para a praia eu fechei as janelas e fiz do quarto um túmulo, enterrando-me lá por algumas horas, no escuro, até que minha melhor amiga me ligou e me “desenterrou”: “Vanessa… você está em Cancún, sai do quarto e vai dar uma volta agora!”. 

Conversamos um pouco e então eu levantei da cama, coloquei um vestido, meu perfume e soltei o cabelo. Eu não quis me arrumar e só decidi sair do quarto porque eu precisava comer e obviamente, fui jantar sozinha naquela noite… Chegando no restaurante sentei em uma mesa qualquer e percebi que um homem me olhava. 

Aquele era o homem mais lindo do resort, um espanhol que começou a conversar comigo e me beijou na primeira oportunidade. E foi naquele momento que eu decidi viver Cancún e tentar me desligar do que havia acontecido.

Naquela mesma noite eu o levei para o meu quarto, e quando acordamos no outro dia ele não me soltou mais até eu vir embora para o Brasil. Passamos o dia dos namorados juntos, íamos todos os dias para a praia e à noite saíamos… ele estava com um amigo  que não estava tentando fazer ele sair com mil mulheres e que achava que seu amigo tinha sorte de ter me encontrado. 

Eu fazia comparações entre o comportamento deles e do meu ex-namorado com seu amigo. Era um abismo o contraste… um deles apoiava, mesmo que estivesse “perdendo” o parceiro de festa, enquanto o amigo do meu ex se portava feito um piranha que morde aos poucos e destrói enquanto parece ser um inocente amigo.

No dia dos namorados o amigo dele fez várias fotos de nós dois juntos. A bebida no resort era free e como em quase todos os dias eu estava bêbada, enviei várias fotos para minha melhor amiga “Obrigada por me fazer sair do quarto aquele dia, estou melhor”. 

Nós trabalhamos juntas e ela tem acesso ao meu instagram, então ela decidiu postar aquela que ela achava que era a melhor foto para o Dia dos Namorados no Brasil. Não havia legenda, apenas dizia ser em Cancún e a internet foi a loucura e meu ex-namorado também… 

Aquele espanhol me ajudou a me sentir melhor, ele cuidou de mim e fez com que meus dias não fossem tão pesados, teria sido as piores férias da minha vida se ele não tivesse aparecido. 

Por fim, voltei para o Brasil e cheguei no estado de SP, me hospedei no hotel de sempre e, imediatamente, começam a ressurgir as lembranças com meu ex naquele hotel… Sim, é claro que eu ainda gostava muito dele.

Baixei a guarda da Rainha e mandei mensagem para ele, dizendo que eu gostaria de conversar com ele… eu sabia que ele, a princípio, diria que seria melhor cada um ir para o seu lado, mas eu também sabia que, no fundo, ele também queria me ver. 

E assim foi… depois de muito dizer que não ia, ele decidiu me encontrar, mas com uma condição: teríamos apenas uma hora de conversa. Quando ele chegou eram 15hs e chegou com “armas”, estava indignado, bravo e dizendo que não havia engolido o fato de eu estar em Cancún com outro homem.

– Tigre, que eu me lembre foi você que terminou comigo!

– Você transou muito com ele?

– Sim, você sabe como eu sou. – Não havia como eu mentir e eu não faria.

– Como você ousa me dizer isso, Vanessa?

Apenas discutimos durante uma hora sem chegar a consenso algum, até que ele recebe uma ligação. Era o piranha avisando que ele tinha um compromisso, seu amigo ligou às exatas 16hs e aquilo, claramente, me pareceu algo combinado e me incomodou. Por fim ele foi embora e suas últimas palavras foram um frio “Sinto muito”.

Decidi não entrar mais em contato. Ele estava errado e a situação já havia passado de todos os limites, eu não esquecia aquelas três últimas semanas. 

Até que, um dia, ele me chamou no whatsapp para conversar… o motivo era banal e sem sentido até entrarmos no assunto sobre nós dois e ele começar a frisar que havia terminado comigo, que foi ele que não quis o relacionamento e que se “o sexo fosse incrível” ele não teria terminado comigo, o que me deixou chocada, porque além de não ser verdade era fora do contexto do que conversávamos. Aquilo me parecia proposital, porque o que vivíamos e as mensagens que já havíamos trocado diziam exatamente o contrário:

No momento eu pensei: “Ele não está sozinho, alguém está lendo com ele estas mensagens e é alguém que ele quer que veja que já tivemos um relacionamento, que foi ele que terminou e é alguém que ele quer que pense que eu não sou tudo aquilo”. 

Liguei para ele e ele rejeitou a ligação, novamente fez isso e só podia ter uma explicação: Obviamente era porque estava com alguém ao lado dele e não haveria controle sobre o que eu falasse, caso ele atendesse. 

Naquele momento me veio à mente as palavras da cartomante “Ele vai usar você”.

Como um moleque, ele estava me fazendo de troféu, seja para alguma mulher, para seu ego ou  conhecidos, usava-me para fazer crescer o autovalor. Decidi que eu não daria mais oportunidade a ele de me usar: 

“Esse cara esqueceu que eu sou a Rainha”, falei isso para mim mesma.

Semanas se passaram e eu fui fazer uma palestra na cidade dele. Ele estava lá, afinal éramos do mesmo ramo do marketing digital e ele tentou falar comigo, veio me cumprimentar amorosamente como se nada entre nós tivesse acontecido. Sempre falávamos que bastava nos olhar e tudo se resolvia, mas dessa vez quando olhei para ele uma revolta interna me invadiu, eu ouvia a frase na minha mente “Vanessa nós terminamos… Vanessa nós terminamos…” e ele foi 100% ignorado com sucesso. Virei o rosto para outro lado, ele ficou muito bravo, me deu as costas e saiu revoltado. 

Depois, a noite, ele sentou quase ao meu lado no jantar da palestra, haviam muitas mesas mas ele escolheu ficar o mais perto possível… era, nitidamente, um Tigre rondando e foi novamente 100% ignorado. Eu sabia que ele queria se aproximar mas não dei espaço. Eu pensava: “Ele mentiu para mim… Ele me usou… Ele está me expondo para outras pessoas… E ele pensa que pode voltar quando quiser…”

Naquele momento eu não sabia ainda o que fazer, ainda…

Aliás, fica comigo até o final desta história 100% real e você verá como eu dei a volta por cima e como você também pode dar, aprendendo comigo o que fazer.

Na plateia havia homens e mulheres interessados em saber como vender milhões de reais pela internet. 

Eu havia me preparado para aquele dia, tinha construído uma palestra bem planejada revelando como deixei uma vida difícil para trás e me transformei em uma empresária de sucesso. 

Ao final, homens e mulheres aplaudiam de pé e meu objetivo profissional havia sido concluído.

Eu também havia levado um produtor de vídeo para captar as imagens e poder usar para divulgação nas redes sociais e, no outro dia, pedi a gravação completa para escolher as partes que eu usaria.

Sentei na cama do hotel, coloquei o computador no meu colo e comecei a assistir. Em um dado momento eu parei, não acreditei no que eu via, retrocedi o vídeo, coloquei no play novamente e aproximei bem para ter certeza se era aquilo mesmo… O que eu vi, revelava muito mais do que a simples imagem que, a princípio, não diria nada a quase ninguém.

Aquela imagem é, literalmente, “o pouco que diz muito”… aquele foi o divisor de águas. A verdade estava me sendo entregue de bandeja e, o melhor: eu poderia assisti-la quantas vezes eu quisesse.

Estava na platéia o melhor amigo do Tigre, o piranha, e a namorada sentada ao seu lado. Ambos me olhavam da pior forma possível, visivelmente detestando que eu estivesse indo bem. 

No meio da palestra as pessoas começam a aplaudir e assobiar… um homem se levanta vibrando com o que eu estava falando, o piranha estava praticamente ao lado dele, e eu observando a sua reação, ele olha com desdém para a namorada, como se me desvalidasse para ela. 

Se ele pudesse me morderia. Me perguntei por que?

Mas a questão maior ali nem era o fato dele não gostar de mim, mas a reação da sua namorada é que era a mais anormal possível… 

Eu sabia que ele tinha uma namorada, mas eu não tinha o menor contato com ela e enquanto as mulheres que estavam na platéia estavam vibrando pelo fato de uma outra mulher estar no palco falando sobre negócios e empreendedorismo – em um ambiente dominado pelos homens -, aquela jovem estava inconformada… Mas… por que?

Continuei assistindo o vídeo, o produtor deixou uma câmera captando a reação da platéia, era nítida a expressão do piranha, ele me detestava a olhos vistos, como se eu fosse uma inimiga. Aquilo me causou estranheza, pelo grau de antipatia com que ele me olhava.

Eu havia decidido nunca mais olhar as redes sociais do meu ex, mas olhei do seu amigo, eu precisava entender o que estava acontecendo e minha intuição dizia que eu iria encontrar algo e o que vi foi uma foto de dois casais, brindando em uma noite em um bar. 

Então eu entendi: o Tigre saía com a amiga ou era uma conhecida da namorada do piranha e ambas sabiam de mim, por isso ela não estava nada confortável por eu estar indo bem naquela palestra. 

O fato é que eu estava sendo exposta por eles para outras pessoas e, certamente, da pior forma possível… Uma versão em que ele era o homem que não me queria e isso dava “poder” a ele perante os amigos e o deixava mais interessante para outras mulheres. Era um jogo baixo de conquista em que se desperta a competição feminina para se ganhar ibope. 

Elas eram muito novas para entender que nem tudo que parece é como se apresenta e, possivelmente, nossa troca de mensagens serviu como prova de que tivemos um relacionamento e que foi ele quem terminou…

Aquele olhar do seu amigo para mim, no decorrer das filmagens, começou a me incomodar… me lembrei da cartomante e do que ela havia dito sobre ele, de que era apaixonado pelo Tigre. Comecei a cogitar sobre ela estar realmente certa, isso porque não havia nenhum motivo para ele me detestar. 

Outras situações e possibilidades começaram a vir em minha mente, houve um turbilhão de pensamentos que me fizeram sentir muito mal e eu comecei a inclinar aos meus pensamentos, até porque, não queria mais me envolver naquela história e nem saber mais nada a respeito deles… Essa já era uma decisão tomada há semanas. 

No entanto, eu agora tinha perguntas sobre a cartomante, porque, se ela estivesse certa, então, algo muito valioso estava diante da minha vida: As revelações do Tarot Crowley

Se de fato a leitura daquele tarot fosse verdade e se pudéssemos ter acesso ao que as pessoas pensam, sentem e planejam, então era como ter todo o poder em minhas mãos. Talvez por isso a cartomante tivesse dito que aquele era o tarot mais poderoso do mundo.

Eu estava muito angustiada diante do que tinha visto, mas também eufórica pelo fato de haver possibilidade do Tarot ser algo real… 

Eu queria, naquele momento, saber se a cartomante tinha visto a verdade na leitura das cartas e o que eu mais precisava saber, sobre os fatos, validaria de uma vez por todas a tarologia, para mim. 

Então tomei uma decisão, não por querer saber o que havia acontecido no meu relacionamento, mas, sim, por querer saber se a cartomante era mesmo capaz de ler o que se passava e dizer, detalhadamente, o que estava acontecendo, mesmo sem conhecer as pessoas envolvidas. 

Naquele momento eu decidi contratar um detetive e tirar toda prova a limpo, para que não me restasse dúvida alguma sobre a leitura daquele tarot ser confiável ou não.

Entrei no google, fiz uma pesquisa, descobri um detetive na cidade dele com boa avaliação na internet, agendei por telefone o horário e expliquei sobre o que eu precisava saber. E foi aí que ele me disse:

– O que vou fazer é rastrear os dois carros, do seu ex e do amigo dele, vou colocar escuta no escritório e ter acesso ao telefone deles através do mesmo programa que a polícia usa, fui investigador por muitos anos e ainda tenho conhecidos na polícia. Não posso prometer, mas em alguns casos é possível ter acesso ao conteúdo de whatsapp, é raro, mas existe sim uma possibilidade. O valor para este trabalho é de 6.000 reais.

Achei muito caro, era um dinheiro que eu poderia fazer coisas importantes para mim, para algum animal ou para minha família. “Minha nossa, 6.000 reais para um detetive e tenho de esperar 10 dias, mas se o Tarot de Crowley for verdade, foram apenas 120 reais em poucos minutos de consulta para saber o que está acontecendo!”

No final, acabei fazendo a transferência, mesmo sabendo que era um preço alto, mas era a única coisa capaz de me tirar qualquer dúvida. O detetive me prometeu a resposta em 10 dias, e foram os 10 dias mais esperados dos últimos tempos. 

Era quarta-feira a tarde, naquele dia fecharia o prazo do detetive, eu estava ansiosa, aguardando uma resposta, até que recebo uma mensagem, me dizendo que o trabalho havia sido concluído e ele já tinha o que me apresentar. Sugeriu-me que eu estivesse junto com alguma amiga para me dar apoio.

Não havia ninguém comigo naquele momento e, no mais, decidi que preferia ouvir a verdade sozinha… 

Eis que as primeiras palavras do detetive foram:

– Você prefere saber primeiro do relacionamento com a recepcionista Gabi do escritório dele, a quem ele chama de Bebê, ou sobre o amigo dele?

– Tanto faz…

E pelos próximos 20 minutos ouvi em silêncio tudo o que o detetive tinha para me dizer. Havia meses que ele saía com ela, uma jovem de 21 anos e também a traia com outras. 

Me lembrei da cartomante nesse momento me dizendo que ele tinha baixa autoestima e era muito mau resolvido. As coisas começavam a fazer sentido, com uma jovem de 20 anos ele consegue se sentir “mais homem”, seu ego faz com que ele pense que ter “controle” sobre ela ou a situação o faz ter um tamanho maior e por isso ele se “sente bem”. Tolo…

Enquanto o detetive falava eu pensava que o problema nunca esteve comigo, eu estava tentando salvar um relacionamento com alguém afundado em si mesmo. O fato é que existem homens que não podem estar com um Mulherão da Porra pelo simples fato de que não aguentam o próprio emocional, então o que eles fazem é inconscientemente “pisar” para alimentar o ego e logo fugir daquilo que sabem que vai se tornar vínculo profundo.

Quando um homem “pequeno” está diante de um Mulherão da Porra, inconscientemente ele a vê como alguém capaz de controlar e por quem ele perderia o controle, pensando que ela é alguém que quer mandar nele mesmo quando ela não tenta, mas é o medo dele que faz ele ver tudo dessa forma.

No caso dessa jovem ele jamais pisaria, porque pela pouca idade ele já se sente superior a ela e na mente dele ela não conseguiria mandar nele. Não há sentimento real, há a forma como ele se sente com ele próprio e erroneamente ele atribui isso a ela. A relação é superficial, a “intensidade” é apenas momentânea e sexual vinculada a ego… 

A cartomante tinha razão, ele é um homem fraco…

O detetive me contando os pormenores e minha mente chegava a uma conclusão:

Eu não nasci para ter ao meu lado um homem covarde, que não mergulha em nada nem em si…

E enquanto ele lê nossa história, e certamente está lendo, eu sei que ele sentirá uma imensa raiva de mim. Mas essa raiva é dele próprio, por se ver pela primeira vez no espelho e futuramente sentirá mais raiva ainda do que fez, por ter perdido a melhor mulher que um dia ele poderia ter.

E enquanto escrevo nossa história, sinto um imenso alívio e é por mim mesmo, por ter conseguido ver ele através do espelho e por estar livre terei a oportunidade de conhecer o melhor homem que no universo há para mim.

E que essa história ajude muitas mulheres incríveis a entenderem o comportamento depreciativo de alguns homens sobre elas e que elas vejam que o autoconhecimento guia qualquer pessoa para a luz e esclarece perguntas até então sem respostas. 

A culpa quando um homem pisa em uma mulher incrível não é dela e o que a salva é conseguir em algum momento enxergar a verdade do outro através do espelho, porque é nesse momento que elas se libertam. Desejo que toda mulher que neste momento lê essa história, diga para si mesmo que decide a partir de hoje estar ao lado de um homem que tenha coragem, que faça a entrega sem medo e que seja honesto, até porque, honestidade requer coragem e poucas são as pessoas neste planeta capaz disso. 

E quanto ao amigo dele já era o esperado… ele não sabe quem é e nem o que quer da vida…

Quando terminou, o detetive me perguntou se eu estava bem:

– Estou lúcida! Muito obrigada.

Senti alívio por não ter mais dúvidas e por ver que tudo foi uma libertação, ele era mau caráter, extremamente mentiroso e, no fundo, um homem superficial. O detetive também falou sobre o uso de viagra, por isso suas constantes dores de cabeça e depois dessa informação mais nada me surpreenderia…

Ele também não era sincero com ninguém, nem mesmo profissionalmente, e isso não foi uma surpresa para mim, porque aquilo que somos na nossa vida pessoal levamos para a vida profissional. 

Eu me conscientizei de que não daríamos certo. Ele é o meu extremo oposto em como proceder na vida, ele descarta facilmente pessoas e conforme usa vai se livrando delas com frieza, e isso não combina comigo.

Meu irmão costuma dizer que cada gato que eu tiro da rua ou animal que eu cuido se transforma em um anjo que me protege. E estes anjos encontram um jeito de me mostrar a verdade.

Fiquei pensando o que eu deveria fazer primeiro com toda aquela informação, fiquei sentada por alguns momentos, o quebra-cabeça estava encaixando e tudo agora fazia sentido. Pensei um pouco e decidi subir no carro, agora indo ao encontro do lugar onde toda verdade começou. 

Cheguei no destino, estacionei e entrei no Templo das Deusas. De cara, avistei a Cartomante Cristina Piffer atrás do balcão e, imediatamente, fui até ela:

– Você tinha razão sobre tudo que me disse. Pode me atender?

– Eu sabia que você voltaria… posso sim.

E fomos para a salinha do Tarot de Crowley, onde ela fez o mesmo ritual de abertura das cartas enquanto me perguntava sobre o que eu gostaria de saber:

– O que vai acontecer daqui para frente, me conte sobre meu futuro?

As cartas foram tiradas e Cristina parecia muito feliz com o que via.

– Você terá ganhos com tudo o que aconteceu. As máscaras caem e a verdade aparece. Uma mulher virá ao seu encontro e você saberá mais coisas ainda por trás de toda essa história – ela parou de falar, observou as cartas por alguns segundos e continuou – e te digo mais: aqui diz que nessa vida você vai conseguir tudo o que deseja… é mérito seu e você vai usar as piores situações para crescer ainda mais. 

Ela apontou com o dedo para uma das cartas sobre a mesa, enquanto a explicava:

– Neste momento você é representada no Tarot pela Rainha de Ouros, ela segura um cetro com um cristal no ápice, que indica a clareza com que olha o mundo e ela está sentada no seu trono olhando todo o caminho que percorreu e tudo que construiu.

Quando ela disse isso eu olhei para a minha própria vida e tudo o que já havia acontecido, percebi algo que antes eu não havia me dado conta:

– Todo sofrimento eu transformo em dinheiro. Às vezes, muito dinheiro…

– O que você pretende fazer, Vanessa?

Fiquei em silêncio, eu estava tendo um insigth e era como se algo estivesse se iluminando dentro de mim:

– Cris, vou contar essa história ao mundo e vou vender algo. Estou tendo uma ideia aqui que não me parece “acaso” e com essa ideia vou ajudar muuuuuuitas mulheres e vou comprar um dos carros mais caros do Brasil, uma Lamborghini Aventador e quero zero km

– Por que?

– Porque eu sou a Rainha… 

Por um momento eu havia me esquecido disso, mas quando uma Rainha se levanta nada é capaz de pará-la e até o diabo bate continência pra ela passar. 

Naquele momento eu decidi que eu teria, com essa história, um diamante por cada lágrima derrubada… e enquanto isso acontece eu sigo na minha missão de mostrar para as mulheres como dar a volta por cima de forma soberana, espetacular e com dignidade.

Eu decidi comprar uma Lamborghini Aventador, porque além desse ser o carro dos meus sonhos o valor é alto, custa 5 milhões e sem ele querer ou imaginar, ele vai pagar a dívida que agora tem comigo. Como uma verdadeira Rainha, eu nunca saio no prejuízo e dou a volta por cima de forma espetacular…

E Cristina Piffer continuou lendo as cartas, naquele momento, me falando agora sobre como era o homem com quem em breve eu me relacionaria:

– Ele não é como estes meninos, ele está acima de qualquer um que já passou na sua vida e a carta que o representa é o diabo. Mas não se preocupe, o diabo para o Tarot é algo muito bom, ele significa construção, sexo e criação. Vocês vão se apaixonar, serão um casal e trabalharão juntos.

Isso era tudo o que eu sempre desejei:  amor, sexo e dinheiro em um único homem. Sem que as pessoas imaginem, meu sonho sempre foi construir um império ao lado de um grande amor:

– Ok, que ele venha, vou chamá-lo de Diabão.

Ela então continuou revelando meu futuro, com informações que me surpreenderam, mas eu mais nada posso te falar, não por agora…

(Mas continue lendo essa história, porque o que você vai descobrir mais adiante é algo que mudou minha vida!)

Ao terminar eu perguntei a ela:

– Cristina, qual é a mágica por trás disso tudo? Como é possível ler o futuro?

– Não é mágica, é física quântica e não há nada de sobrenatural. A ciência explica e não é necessário sequer que a pessoa tenha mediunidade ou que seja ligada a qualquer seita religiosa para ter capacidade de ler o Tarot. O que explica a leitura é um princípio quântico. São duas intenções conectadas, de quem lê e de quem tira as cartas, dentro do mesmo propósito e esta intenção ativa o inconsciente de quem está consultando e a verdade de dentro da pessoa é liberada. No inconsciente de todos nós habita todo conhecimento e verdade absoluta do mundo, ou seja, o seu inconsciente já sabe tudo o que aconteceu e que te acontecerá segundo as atitudes que você vem tomando, porém temos pouco acesso a estas informações. Primeiro, porque apenas uma pequena porcentagem é liberada e geralmente através de sensações que chamamos de “feeling’s” e, segundo, que o inconsciente não se comunica por palavras ou pensamentos lógicos, logo, não há uma palavra escrita nas cartas, mas há uma imagem que a representa, justamente porque o inconsciente se comunica por imagens, cores e sensações.

– Cris, você quer dizer então que quando eu escolho uma carta do tarot e te entrego é na verdade o meu inconsciente que está escolhendo esta verdade para ser revelada? E você é então apenas a pessoa que a interpreta?

– Exatamente, para o inconsciente coletivo, tudo o que tem cores escuras representa o obscuro e o que tem cores claras representa a luz e a verdade. Para todo o inconsciente, água representa emoção e para todo o inconsciente o fogo representa energia de movimento. É o mesmo princípio da interpretação dos sonhos, vale para todos. Por exemplo, sempre que você sonha com uma torre ruindo isso significa medos, perdas e rupturas na sua vida que o inconsciente tenta te avisar. 

– Cris, então qualquer pessoa pode aprender a ler o tarot?

– Sim, qualquer pessoa que aprender o que cada cor, cada imagem e cada posição da carta significa é capaz de ler o tarot para outra pessoa e para si mesma. Veja bem, o tarólogo é meramente quem interpreta as escolhas do inconsciente, somente isso.

– E no caso das pessoas que dizem que tem mediunidade, uma entidade ou canalizam energias para ler o tarot?

– Elas usam um “plus” a mais, mas se não houvesse essa ajuda também conseguiriam.

Tudo naquele momento fazia sentido para mim, a física quântica vinha como um mar de possibilidades para nos ajudar dentro das novas ciências e eu estava lendo sobre esse assunto há algum tempo e era exatamente isso o que a física quântica falava. 

Na hora senti muita vontade de aprender, fiquei animada e perguntei:

– Você pode me ensinar a ler o tarot?

– Você está preparada para, sempre, saber a verdade?

Pensei no quanto era dolorido ter dúvidas, ser enganada e não poder me defender. As dúvidas estavam me sequestrando e agora a verdade me libertava. Respondi:

      –    Sim, eu estou preparada para a verdade.

– Então eu te ensino através do meu curso e você saberá como ler o tarot para você e para outras pessoas também.

Aquilo me pareceu incrível!

– Nossa, como eu jamais pensei em aprender isso? Como não te conheci antes, Cristina?

– É que apenas quando o discípulo está pronto o mestre aparece…

E o que eu fiz foi fazer o curso da Cristina Piffer, me tornando uma estudiosa do TAROT DE CROWLEY, UMA PODEROSA FERRAMENTA DE AUTOCONHECIMENTO, justamente pela riqueza de informações e pela profundidade com que ele trata cada área da vida. 

E me apaixonei tanto que montei um site na internet chamado Reunião de Bruxas, para que as pessoas pudessem ler sobre este importante instrumento de autoconhecimento, onde podem também aprender e usar o Tarot como fonte de renda, ajudando outras pessoas que também precisam de respostas para a vida.

A GRANDE VERDADE É QUE TODA MULHER É UMA BRUXA, TODA MULHER TEM PODER E TODA MULHER É UMA RAINHA!

E com mais de 35 anos de experiência, Cristina Piffer é mestra em tarologia e já ensinou 5.694 alunas através do seu curso 100% online, dentre elas Vanessa de Oliveira, que hoje difunde o Tarot de Crowley entre suas alunas e seguidoras.

Cristina Piffer é a mentora do Curso Aprenda a Jogar Tarot e ensina mulheres comuns a aprimorarem o autoconhecimento, usando este importante instrumento para que possam  compreender melhor a si mesmas, as pessoas a sua volta e a situação em que estão envolvidas. 

Cristina também ensina a arte de interpretar o tarot como forma de o rentabilizar, tanto para atividade principal ou até mesmo como renda extra, uma vez que a aluna ao concluir o curso, está apta a fazer a leitura do tarot e ajudar outras pessoas.

Confira o que algumas das 5.698 alunas que transformaram sua vida através do Curso Aprenda a Jogar Tarot tem a dizer sobre Cristina Piffer e a sua metodologia:

Seja como uma destas alunas que mudaram sua vida, deram a volta por cima, aprenderam a se autoconhecer, podendo ajudar outras pessoas e também transformando o que aprenderam em uma nova profissão:

Como seria sua vida se você soubesse ler o tarot para si mesma, sem precisar esperar para ser atendida por uma taróloga, e fosse capaz, a qualquer momento, de sanar suas dúvidas sobre uma questão, sabendo qual decisão tomar enquanto economiza o valor da consulta e a realiza a qualquer hora do dia ou da noite?

Como seria, para você, ter uma ferramenta capaz de te ajudar a entender como você funciona emocionalmente e que permite que você se conheça melhor e saiba lidar mais com tuas emoções, uma vez que você consegue prever o que vai te acontecer e, com isso, pode se para a melhor atitude?

Imagine o quanto de poder haverá em suas mãos uma vez que você consegue saber o que sente por você o homem que você gosta, e se ele está sendo sincero com você ou não. 

Como seria a sua vida, se além de expandir o autoconhecimento e se tornar sua própria mestra, ou seja, a pessoa que consegue retirar de si mesma os melhores conselhos, você ainda conseguisse fazer isso para ajudar as pessoas próximas a você?

Tenho certeza de que TUDO ISSO É INCRÍVEL, VAI TRANSFORMAR A SUA VIDA e, de uma forma fácil, rápida e didática, através da metodologia do Curso: Aprenda a Jogar Tarot, em que apenas 1 dia de curso online você assiste todas as aulas e aprende tudo sobre o Tarot de Crowley, podendo fazer isso, diretamente, do seu celular, ipad ou computador.

 E mais: o curso será seu para sempre, para que você possa retomar as aulas sempre que tiver alguma dúvida, incluindo as atualizações e acréscimo de aulas extras que acontecem  quando necessário e onde não há nenhum custo adicional para você, mesmo que o curso seja 100% atualizado.

O curso também te mostra quais são os sites e lojas físicas onde você pode comprar seu tarot, desta forma você está com todo o apoio necessário para começar hoje mesmo a assistir o curso, aprendendo a ler seu futuro e das pessoas a sua volta.

QUERO APRENDER A LER O FUTURO

E os benefícios vão muito além do autoconhecimento e da descoberta sobre o futuro e a verdade sobre as pessoas a sua volta!

Pense neste momento, como seria a sua vida se você tivesse uma renda incrível, muito acima do que qualquer emprego convencional e ao mesmo tempo se sentisse útil ajudando pessoas enquanto faz seus próprios horários e pode trabalhar no conforto da sua casa, atendendo presencialmente?

Como seria sua vida se você fizesse atendimentos online de tarot via Skype, Whatsapp ou Zoom, estando em qualquer lugar do mundo e tivesse liberdade para viajar e conhecer outros lugares enquanto atende pessoas que falam a sua língua, realizando os atendimentos nos horários que você escolhe para trabalhar?

Como seria, para você, ganhar no mínimo 120 reais por hora, conseguindo fazer tranquilamente uma renda superior a 10 mil reais por mês, sem precisar trabalhar sábado e domingo, podendo ficar mais tempo com sua família ou a pessoa que você ama? Faça o cálculo e você verá que é possível trabalhar poucas horas por dia durante 5 dias da semana para no final do mês ter uma renda acima de 10 mil reais.

1h = 120 reais

5 atendimento no dia = 600 reais

20 dias de trabalho no mês = 12.000 reais!

(sem atender sábado e domingo)

ISSO É INCRÍVEL E REALISTICAMENTE POSSÍVEL!!! 

Só o que você precisa fazer neste momento é se inscrever no curso 100% online Aprenda a Jogar Tarot, e começar a assistir às aulas, agora mesmo, e treinar nos horários que você mesma estabelecer. 

Em poucos dias você estará diante da vida que deseja ter e o mais surpreendente, recebendo de volta, no primeiro dia de trabalho, todo o retorno do valor que você investiu para se inscrever neste curso!

INSCREVA-SE AQUI E APRENDA A JOGAR TAROT

E você inicialmente pode começar a treinar com as pessoas próximas a você o que aprendeu nas aulas já gravadas e que serão suas para sempre, e conforme se sente mais segura você pode começar a atrair clientes externos, para consultas presenciais e também online, através de métodos que garantem que você preencha toda a sua agenda de atendimentos.

E para te ajudar com as estratégias de atrair clientes para você atender de forma online ou presencial, você recebe um SUPER BÔNUS, sem custo algum, da expert em vendas online Vanessa de Oliveira, que vai te ensinar como vender na internet suas consultas de tarot, atraindo tantos clientes que faltará espaço na sua agenda

Vanessa de Oliveira, além de ser uma estudiosa do Tarot de Crowley, tem conhecimento sobre técnicas avançadas de marketing digital, recebendo, em 2019, o prêmio pelo faturamento de 10 milhões de reais em vendas online, e vai te ajudar com as mesmas técnicas aplicadas por ela, em sua empresa Mulher Magnética, para lotar turmas de alunas para seus cursos, atendimentos online e palestras presenciais.

Hotmart 2019 – Prêmio Black Moon de 10 Milhões em Faturamento e 5 Milhões em Comissão.

E além do curso Aprenda a Jogar Tarot e do SUPER BÔNUS Estratégias de Marketing Para Lotar Sua Agenda de Consultas, você ainda recebe um terceiro bônus, o e-book Reunião de Bruxas, de autoria de Vanessa de Oliveira.

Benefício 3 em 1

Resumindo: Além de aprender a jogar Tarot para o autoconhecimento, você também tem a oportunidade de fazer desse aprendizado uma nova profissão e ainda recebe o conhecimento para monetizar de forma altamente rentável, atraindo uma infinidade de clientes.

QUERO APROVEITAR A OPORTUNIDADE AGORA MESMO!

Esse curso, além de ser objetivo, didático, leve e de rápido aprendizado, também é de fácil acesso. Podendo ser pago a vista no boleto ou parcelado em 12x no cartão de crédito, facilitando a inscrição para qualquer pessoa que deseje aprender a jogar tarot, onde uma única consulta no mês paga o valor da parcela e ainda sobra dinheiro!

O que pode ser melhor do que em um único dia de trabalho você pagar todo o curso que te dará uma excelente renda por mês pelos próximos anos da sua vida, enquanto você trabalha no conforto da sua casa e melhora a vida das pessoas?

E não apenas isso… você vai unir o “se sentir útil”, ajudando pessoas que já tiveram um problema de dúvida em relação a própria vida – da mesma forma como já aconteceu contigo – e, ainda por cima, conseguirá ter um retorno material ao aliviar o sofrimento emocional de outras pessoas. Saiba que muitas mulheres descobriram um novo talento e até mesmo sua missão de vida através deste curso.

E acredite, NADA É POR ACASO… Quando o discípulo está pronto, o mestre aparece…

E para essa nova turma, para até 30 alunas, há uma condição especial, com um SUPER DESCONTO!

Ao encerrar o tempo você nunca mais verá este valor especial e perderá a oportunidade desta nova turma, então decida-se neste momento ser uma aluna do Curso APRENDA A JOGAR TAROT e não deixe essa oportunidade passar, pois pode ser a última, você pode perder este link ou quando entrar aqui novamente, esta oportunidade não esteja mais disponível, o valor seja outro ou não haja mais vagas.

QUERO ME INSCREVER AGORA

HIPER INVESTIMENTO: Observe que você investe o valor de 547 reais (ou 12 x 53, 29) e tem um retorno de 12.000 reais no primeiro mês! Sem contar o retorno dos meses seguintes, em que você não precisará mais investir porque o curso já é seu para sempre! Esse é, de longe, o melhor investimento da sua vida!

E não se preocupe, porque se você não aprender a Jogar Tarot dentro de 30 dias você tem a garantia de satisfação total do produto ou seu dinheiro de volta, ou seja, você não tem absolutamente nada a perder!

APROVEITAR A PROPOSTA IRRECUSÁVEL ANTES QUE NÃO ESTEJA MAIS DISPONÍVEL!

P.S: Nas vezes passadas em que fiz esta proposta irrecusável, recebi centenas de e-mails de pessoas que perderam a oportunidade por ficar com alguma dúvida no momento da compra. Então, para que você não seja mais uma a ter este arrependimento, eu vou responder algumas das mais frequentes aqui:

É fácil aprender a Jogar Tarot? E se eu não conseguir?

Através da metodologia da Mestra Cristina Piffer você aprenderá rápido, ela explica a lógica por trás de cada carta do tarot e você não precisará decorar, apenas entendê-las. 100% das alunas que se inscreveram conseguiram aprender a Jogar o Tarot.

Este curso será meu para sempre?

Sim, incluindo as atualizações que nele forem feitas. Ou seja, quando sair a versão 2.0 você não precisará pagar absolutamente nada por isso!

As aulas são ao vivo ou gravadas?

Todas as aulas já estão gravadas e você poderá assistir na hora em que desejar, do seu celular, tablet, smart phone e computador.

Qual a idade ideal para fazer este curso?

Qualquer pessoa acima de 18 anos e que tenha uma vontade genuína de ajudar outras pessoas.

E se eu não gostar do curso?

Você pode pedir o reembolso, com devolução integral e sem perguntas e burocracia.