Seja poderosa, sedutora e magnética

Home / Seja Poderosa / SEJA O MÁXIMO!!!

O Maior Portal de Cursos Online Para Mulheres do Brasil

SEJA O MÁXIMO!!!

SHARE
, / 480 0

O autorreconhecimento é sempre a melhor medida possível

Muitas pessoas, amiga, confundem o ORGULHO com a soberba, ou com a vaidade e tendem a pensar que “ser humilde” é relativo a “baixar a cabeça” e inibir ou reprimir as próprias qualidades com a finalidade de evitar serem taxadas de “APARECIDAS”, ou, como algumas pessoas adoram dizer: “OLHA COMO ELA SE ACHA!”.

É importante tomar muito cuidado para não confundir ORGULHO com a “soberba” e sim, levar em conta que o orgulho de que estamos falando aqui, trata-se do sentimento de prazer, de grande satisfação com o próprio valor, com a própria honra, ou seja:

estamos falando do orgulho como RECONHECIMENTO de si mesma.

Trabalhar o orgulho é muito importante, pois está altamente relacionado ao trabalho sobre o AMOR PRÓPRIO e é somente através do amor próprio que somos capazes, lindona, de melhorar a nossa autoestima, ou seja, refinar a maneira como os outros nos percebem.

Diferente do que dizem por aí, não há mal nenhum nisso, até porque nós somos as primeiras que devemos reconhecer os resultados dos nossos esforços, se não, como perseveraremos? Como nos destacaremos e evidenciaremos nossas particularidades?

Certa vez, estava com uma cliente e ela disse se sentir mal, pois estava incomodada por escutar as pessoas dizerem que ela somente tinha chegado onde chegou – com relação à carreira profissional – por que era BONITA… Perguntei a ela “Você se acha bonita?” e ela respondeu que sim, mas que não queria perder o “mérito” ou minimizar suas capacidades desenvolvidas por conta da beleza.

Perguntei a ela sobre o que ela achava da voz do Renato Russo. Ela prontamente respondeu que a voz dele era linda. Sequencialmente, perguntei a ela se ela achava que ele cantava bem e ela riu e respondeu “Não tenha dúvidas disso.”. Perguntei então como seria se a voz dele fosse bonita, assim como era, mas ele não tivesse desenvolvido as técnicas para usá-la como a usou, ou seja: o cara tem a voz linda, mas canta muito mal… Será que ele teria feito sucesso?

Por fim, eu a conduzi ao entendimento de que: sendo a voz dele naturalmente linda, somado ao estudo e ao desenvolvimento das técnicas apropriadas para poder usá-la como a usou, o fato de ele ter nascido com a voz “linda” não tira o mérito das suas conquistas, já que trabalhou muito para usá-la com maestria e isso sem contar com a soma do conteúdo magnífico das suas letras.

Da mesma maneira, de nada adianta uma mulher ser “bonita”, mas desleixada, mal cuidada, desprovida de inteligência ou sedução… A beleza, nesse caso, seria meramente aparente.

“Amiga, se olha no espelho…” disse a ela, “Passe a se orgulhar da sua beleza e a use com maestria, sabendo que ela (beleza) por si só, não é o que te faz ser, mas sim, todo o trabalho e cuidado que tens com aquilo o que a envolve”.

Portanto, amiga, esteja sempre atenta àquelas pessoas que, de algum modo, insistem em te colocar para baixo em algum sentido. AUTORRECONHECIMENTO é a base para uma pessoa segura e psicologicamente saudável.

Essa é só mais uma dica para que se mantenha alerta e evite cair nas armadilhas daquelas pessoas que se auto intitulam “ascencionadas”.

Se quer saber mais e aprender a explorar o MELHOR DE SI MESMA, CLIQUE AQUI e aprenda sobre essas e outras maneiras para melhorar a sua autoestima e, ao mesmo tempo, evitar cair nas armadilhas promovidas “pelozumildes”.

Beijos, lindona e te espero…

Vanessa de Oliveira.